Mundo

Superterça e a importância para as eleições dos EUA

A Superterça basicamente decide quem serão os candidatos à Presidência dos Estados Unidos. Donald Trump e Joe Biden são apostas certas

Os Estados Unidos têm uma terça-feira (5/3) extremamente agitada. E tão importante que, como nos filmes da Marvel e da DC, se transforma em um personagem com poderes: a Superterça.

No total, 16 estados e mais o território da Samoa Americana vão às urnas para decidir quem serão o candidatos a disputarem a eleição presidencial. E, claro, o republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden são os favoritos.

A Superterça remonta ao ano de 1988, quando os estados do sul se coordenaram para nomear um candidato mais moderado em um dia só. Outros estados resolveram seguir o exemplo.

Assim, temos, em um mesmo dia, o maior número de estados votando simultaneamente e o maior número de delegados em disputa no calendário de nomeações: mais de um terço do total para cada parte.

Veja quais são:

  • Alabama
  • Alasca
  • Arkansas
  • Califórnia
  • Colorado
  • Iowa
  • Maine
  • Massachusetts
  • Minnesota
  • Carolina do Norte
  • Oklahoma
  • Tennessee
  • Texas
  • Utah
  • Vermont
  • Virgínia

Três detalhes: o Alasca votará apenas em candidatos republicanos e Iowa votará apenas em democratas, assim como a Samoa Americana.

A Superterça, então, é o dia em que o maior número de delegados está em jogo nas primárias presidenciais (nos EUA, o voto não é direto: vai para a figura do delegado que representa um partido).

Entre os republicanos, 865 delegados estão em jogo hoje, de um total de 2.429 delegados. Para conseguir a indicação, Trump ou Haley teriam que alcançar o número mágico de 1.215. Dois estados estão no olho do furacão: Califórnia e o Texas, respectivamente, com 169 e 161 delegados.

Já os democratas contam com 1.420 delegados, no total de 3.936 delegados. Biden luta para ter o voto de 1.969 delegados. Nesse caso, o estado com mais peso é a Califórnia, com 424 delegados.

Quando a Superterça, acabar, ainda sobrarão mais estados para decidirem as primárias presidenciais. No caso do partido Republicano, a disputa da Samoa Americana será na sexta (8/3), seguida de mais quatro estados em 12/3 e mais cinco em 19/3. Para os democratas, mesmo depois de hoje, ainda há 35 estados na mira.

Portal Regiao Oeste

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário