Saúde

São Paulo decreta Estado de Emergência para dengue

Sanitation worker in protective suit spraying public bench with disinfectant during COVID-19 pandemic.

São 300 casos confirmados da doença por 100 mil habitantes. Decreto permite receber recursos adicionais do governo federal para ações de combate

O Governo de São Paulo decretou Estado de Emergência em saúde pública para a dengue nesta terça-feira (5). A medida foi tomada por recomendação do Centro de Operações de Emergências (COE), uma vez que o Estado atingiu 300 casos confirmados da doença por 100 mil habitantes.

Na prática, o decreto permite que Estado e municípios implementem ações com maior agilidade e, também, possam receber recursos adicionais do governo federal. Cada município, a partir da análise de seu cenário epidemiológico, poderá utilizar a medida estadual para decretar emergência em âmbito local.

Segundo portaria do governo federal, os incrementos financeiros para emergências deverão ser enviados ao Estado, a partir de agora, para investimento em vigilância em saúde, atenção primária e atenção especializada. Em São Paulo, os recursos serão destinados, prioritariamente, para aquisição de máquinas de nebulização e insumos, contratação de pessoas e ampliação da capacidade da rede.

Para priorizar a transferência de pacientes na rede estadual, que necessitem de leitos de alta complexidade, a Secretaria de Estado atualizou a orientação para a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), para que todos os pacientes suspeitos para dengue tenham prioridade.

Dados atualizados até 4 de março mostram que 131 municípios do Estado registraram mais de 300 casos por 100 mil habitantes. Ao todo, 22 municípios paulistas decretaram emergência.

Portal Regiao Oeste

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário