Cotidiano

Antivacina e processado por transfobia, Nikolas Ferreira vai presidir Comissão de Educação

Deputado foi indicado pelo PL e eleito com 22 votos favoráveis e 15 brancos, em derrota do governo na Câmara

O deputado Nikolas Ferreira vai presidir a Comissão de Educação da Câmara Federal. Indicado pelo PL, ele foi eleito com 22 votos favoráveis e 15 brancos, em derrota imposta pela oposição ao governo.

Nikolas acumula uma série de ataques  à educação, alegando “doutrinação marxista” nas escolas e universidades. Além disso, responde processo por transfobia, incluindo uma condenação em segunda instância e a exposição de uma adolescente trans. Ele defende ainda a desobrigação de vacinas nas escolas e o homeschooling (autorização para que as famílias eduquem os filhos em casa).