• Hoje é: terça-feira, outubro 22, 2019

Inimigos na última eleição, Lapas e Rogério Lins agora estão unidos em troca de cargos e secretarias

Lins e Lapas
portalregiaooeste
agosto30/ 2019

Com vistas à reeleição, o prefeito Rogério Lins (Podemos), parece que esqueceu muito rapidamente os ataques que sofreu do seu principal adversário político nas eleições de 2016, o ex-prefeito e então “desafeto” político, Jorge Lapas.
Na ocasião, a disputa rumo ao Palácio do Bussocaba foi considerada uma das mais sujas da cidade de Osasco, por conta de ataques e baixarias reproduzidas principalmente por meios de jornais apócrifos produzidos pela equipe de Jorge Lapas contra o então novato Rogério Lins que, na oportunidade, se intitulava a renovação.
Há um ano da disputa de 2020, quando pleiteará a reeleição, Rogério Lins fecha acordo com “a velha política” que tanto reprovava e condenava. O prefeito recebeu em seu gabinete essa semana seu antecessor, Jorge Lapas que estava acompanhado do radialista Fábio Teruel e do engenheiro Waldyr Ribeiro. Em conversa, Lins convidou Waldyr Ribeiro para participar do primeiro escalão do seu governo.
Waldyr, que deve assumir a secretaria de Obras, é considerado o braço direito de Lapas e atualmente é chefe de gabinete do deputado estadual Ataide Teruel, pai do radialista Fábio Teruel também filiado ao Podemos. O atual secretário de Obras, Lau Alencar, deve assumir a secretaria de Governo ou secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana.

Acordão
Segundo consta, o acordo vai além de Osasco e chega em Barueri. Fabio Teruel já havia anunciado que pretendia disputar as eleições de 2020 contra o atual prefeito Rubens Furlan. Houve inclusive, recentemente, bate-boca e desavenças nas redes sociais entre Teruel e Furlan.
Dois dias antes de receber Lapas, Fabio e Waldyr Ribeiro, Lins recebeu em seu gabinete o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, acompanhado da filha, Bruna Furlan. A saída de Fabio da disputa, ajuda na reeleição de Rubens Furlan. O acordão envolveria outros cargos. Nada além da velha prática pelos interesses pessoais de olho na eleição do ano que vem.

big banner