• Hoje é: segunda-feira, julho 4, 2022

Escolas abandonadas em Osasco

Emef Luiz Bortolosso
portalregiaooeste
março14/ 2018

Pela segunda vez em menos de uma semana, Osasco é tema de reportagem do SPTV da Globo, dessa vez a pauta foi o estado de abandono das escolas municipais da cidade. Duas unidades ilustraram a matéria, a EMEF Luiz Bortolosso, no Rochdale, e o CEU José Saramago, no Jardim Santo Antônio.

 

A EMEF Luiz Bortolosso que apresenta enormes rachaduras em sua fachada, teve que ser fechada no mês passado por problemas estruturais na fundação do prédio. Os Alunos do 1º ao 5º ano foram transferidos para a FITO.

 

Já o prédio do CEU José Saramago está literalmente caindo os pedaços, com rachaduras nas colunas e pedaços das paredes e do teto se desprendendo, colocando em risco a segurança dos alunos. Um vídeo compartilhado nas mídias sociais mostram as salas inundadas em dias de chuva. A piscina local está fechada há dois anos e os banheiros das crianças estão todos destruídos e sem pia.

 

De acordo com a Prefeitura, uma obra emergencial será realizada nos próximos dias, mas a reforma geral deve acontecer somente em junho com a conclusão do processo de licitação.

 

No começo do ano letivo, em fevereiro passado, quando cerca de 68 mil alunos de educação infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) voltaram às aulas, os pais foram surpreendidos com a situação de abandono que estão as unidades. Depois de mais de um mês, pouco ou quase nada mudou. Além de problemas estruturais já citados, as unidades sofrem com a falta de zeladoria.

 

Na EMEI Providência dos Anjos Carreira, em Quitaúna, os responsáveis pelos alunos estão bastante preocupados. A unidade, totalmente abandonada, apresenta mato alto e além dos riscos com a segurança, o mato e a sujeira nas dependências das escolas trazem riscos a saúde dos alunos, tornando-se locais férteis a proliferação de mosquitos em pleno período de epidemias em todo território nacional, fora a possibilidade de animais peçonhentos como os já registrados na City Bussocaba.

 

Em fevereiro, os moradores do Rochdale já reclamavam dos problemas estruturais da EMEF Luiz Bortolosso, que apresentava rachaduras enormes nas paredes e no teto. Os pais reclamaram durante o ano de 2017, mas passaram as férias e nada foi feito para receber os alunos em melhores condições para o ano letivo de 2018.

 

Tatiane Camparine, mãe de aluno, fez um desabafo nas mídias sociais, ao verificar a situação da EMEI Prof. Antônio José Paulino do Jardim Bandeiras. “Absurdo é você levar seu filho pra estudar em uma escola que se encontra nesse estado, mato alto, o parquinho todo enferrujado e com muito mato, buraco onde as crianças passam, podendo ocorrer acidente, o parquinho que tem dentro da escola virou um enorme banheiro de gato porque tem muita areia. Sem contar que eu presenciei uma criança passando pelo vão do muro para buscar uma pipa que caiu na escola”.

 

Cecília Castelani
Cecília Castelani
EMEI Providência dos Anjos Carreira
EMEI Providência dos Anjos Carreira

EMEF Luiz Bortolosso
EMEF Luiz Bortolosso

big banner