• Hoje é: sábado, junho 12, 2021

Em Osasco, ex-ministro da Justiça afirma que impeachment de Dilma foi golpe de Estado

Aula 2 curso dos Bancários
portalregiaooeste
fevereiro26/ 2018

O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi o palestrante da segunda aula do curso “Brasil: Política, Economia e Sociedade no Século XXI”, em Osasco, no dia 2 de fevereiro. A inciativa é uma promoção da subsede da CUT-SP em Osasco, em parceria com o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região.

Cardozo falou sobre o processo de impeachment da ex-presidente Dilma e da atual situação do país. Por meio de provas e fatos, mostrou que o impeachment foi um golpe de Estado sustentado por uma base parlamentar conservadora, setores da grande mídia, do empresariado nacional e do judiciário.

O ex-ministro destacou que, ao palestrar no exterior sobre o impeachment e a realidade brasileira, constatou que fora do país todo este processo é visto como um golpe, inclusive pela imprensa internacional. Na maior parte do mundo, segundo Cardozo, explica-se o que ocorreu no Brasil, em maio de 2016, como um golpe de Estado que retirou Dilma do poder.

As pedaladas fiscais usadas como prova contra Dilma, conforme Cardoso, não passam de tecnicidades contábeis e fiscais, que também foram praticadas pelos ex-presidentes Fernando Henrique, Lula e agora por Temer. Ao refletir sobre o pós-impeachment, Cardozo criticou a agenda conservadora implementada por Temer e defendeu que a saída para o país é eleger um presidente de esquerda, que resgate a dignidade dos brasileiros e invista em um estado que garanta a inclusão social.

As aulas do curso, abertas aos interessados, são realizadas semanalmente, das 19h às 22h, no auditório da sede do Sindicato dos Bancários em Osasco (Rua Castelo Branco, 150).

big banner