• Hoje é: segunda-feira, julho 4, 2022

App Store terá cobrança por assinatura e anúncios

App Store muda loja digital
portalregiaooeste
junho09/ 2016

A App Store, loja digital de games e utilitários para produtos da Apple, será remodelada em uma atualização que vai transformar quase tudo o que você conhece da plataforma. Em entrevista ao site The Verge, Phil Schiller, um dos executivos de maior gabarito da empresa, detalhou todas as mudanças.

Várias adições devem entrar no ar já em junho, enquanto outras levarão mais algumas semanas para serem implementadas. A alteração deve fazer com que as finanças da loja aumentem significativamente, em um negócio tão benéfico para a Apple quanto para os desenvolvedores. As novidades serão apresentadas em detalhes durante a WWDC 2016, que acontece às 14 horas desta segunda-feira (13).

A novidade é que a Apple vai liberar que desenvolvedores vendam apps baseados em serviços por assinatura em todas as categorias. Por enquanto, só algumas áreas bem específicas (música e notícias, por exemplo) estão autorizadas a fazer isso, mas isso vai mudar com a “nova” App Store.

Assim, você não precisará pagar altas quantias por um serviço que vai usar pouco. No lugar, pode assinar por um mês ou dois a partir de preços mais chamativos e cancelar o vínculo quando o app não for mais útil. A Apple garante que vai oferecer diversas faixas de preço e até flexibilizar valores de acordo com a região, para que países menos fortalecidos economicamente não tenham que arcar com mensalidades fora da realidade do consumidor. E vender esses planos trará vantagens aos criadores.

Para começar, cobrar mensalidade significa receber rendimentos de usuários todo mês, não só uma (na hora da compra), garantindo fluxo constante de caixa. Além disso, quem conseguir manter usuários por mais de um ano verá o pedaço de receita gerado pelas vendas subir de 70% (valor original) para 85%. O resto, claro, vai para a Apple.

Quem fizer pesquisas por temas ou apps específicos também vai começar a receber anúncios de afiliados da Apple no topo da página. Isso era algo que a empresa sempre se recusou a fazer, mas finalmente cedeu. Schiller diz que o método escolhido pela Apple foi pensado com cuidado e vai deixar todos felizes (desenvolvedores grandes ou indies e, claro, consumidores)”.

A busca em geral também vai melhorar, com resultados cada vez mais precisos. A aba “Categorias” vai voltar e, usando a tecnologia Force Touch dos aparelhos mais modernos da Apple, será possível recomendar jogos e utilitários aos amigos rapidamente. O método de revisão da empresa para saber se um app cadastrado será ou não inserido na loja tem melhorado com o tempo — e isso vai ficar cada vez mais visível. A promessa é de que 50% dos projetos submetidos sejam aprovados em 24 horas e 90% em 48 horas.

Via TecMundo

big banner