• Hoje é: terça-feira, novembro 13, 2018

Valmir Prascidelli faz palestra sobre as eleições presidenciais e o futuro do Brasil

Valmir Prascidelli curso
portalregiaooeste
junho25/ 2018

Na segunda-feira, 18, aconteceu a décima oitava aula do curso “Brasil: Política, Economia e Sociedade no Século XXI”, promovido pela Subsede da CUT-SP em Osasco, em parceria com o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região. O tema da aula foi a conjuntura nacional, as eleições presidenciais e o futuro do Brasil, desenvolvido pelo deputado federal do PT, Valmir Prascidelli.

Para compreender a conjuntura é necessário observar as mudanças que ocorreram a partir dos anos 90 e após o fim da chamada guerra fria. “Estamos vivendo uma nova Era mundial, a partir da aceleração das mudanças nas formas de produção, nas tecnologias com a internet, na economia, política e cultura, com a globalização tudo o que acontece no mundo atinge o Brasil e o que acontece em nosso país, também repercute internacionalmente” explica o deputado.

Para ele, a crise da representação política e a rejeição aos políticos, que existe no Brasil, também ocorre na maioria dos países. Nos últimos anos, houve um avanço dos conservadores e da direita na Europa e nos EUA, com a eleição de Trump e um refluxo do Estado de bem estar social. Esse avanço conservador repercutiu no Brasil e contribuiu para o golpe de Estado que retirou, ilegalmente, Dilma da presidência. Nesse contexto, a esquerda aqui e no mundo enfrenta uma dificuldade de elaboração programática.

“O golpe contra Dilma em 2016 foi parlamentar, jurídico, empresarial e midiático, contou também com a participação internacional de setores econômicos interessados no controle do pré-sal brasileiro. Foi uma aliança espúria da centro direita e dos conservadores para retirar o PT do poder, já que nas urnas eles perderam quatro eleições presidenciais seguidas”, disse Prascidelli.

Segundo o deputado, o governo Temer, com a ajuda do PSDB, implementou no governo uma agenda reacionária baseada nas ideias do neoliberalismo. Assim, Temer defende um Estado mínimo e quer privatizar e entregar a “preço de banana”, ao capital estrangeiro, o patrimônio nacional, como a Petrobrás e a Eletrobrás. Para piorar a situação, o governo golpista aprovou a redução dos gastos nas áreas sociais e uma reforma trabalhista contra o povo.

Como as ações do governo Temer são recessivas, a economia brasileira continua patinando, o desemprego está elevado e a renda e salários em baixa. Além disso, a corrupção do MDB e PSDB passou a ser informada na mídia, e malas com milhões em propinas foram mostradas. Assim, Temer é hoje o pior presidente da história, com mais de 90% de rejeição população.

Valmir Prascidelli defendeu o direito de Lula ser candidato, criticando o uso da lei e da justiça para perseguir Lula, “o PT tem boas possibilidades de vencer a eleição presidencial, já que Lula lidera todas as pesquisas”. Para ele, os militantes da esquerda precisam fazer um debate político e eleitoral qualificado, apresentando os muitos avanços e conquistas dos governos de Lula e Dilma. E, especialmente, apresentem as novas propostas para que o Brasil possa retomar o rumo do desenvolvimento econômico com inclusão social.

As aulas do curso, abertas aos interessados, são realizadas semanalmente, das 19h às 22h, no auditório da sede do Sindicato dos Bancários, em Osasco (Rua Castelo Branco, 150).

big banner