• Hoje é: segunda-feira, setembro 25, 2017

Temer surtou?

Presidente Michel Temer e o ministro da Educação, Mendonça Filho participam de cerimonia de anunciou do Mediotec, que libera recursos para o ensino técnico, no Palácio do Planalto. Presentes o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o governador de Alagoas, Renan Filho. Brasilia, 20-12-2016. Foto: Sérgio Lima / Poder 360
portalregiaooeste
maio06/ 2017

Alex Solnik para o 247
Fiquei na dúvida se Temer é esperto demais, burro demais, mentiroso demais ou está perdendo a noção da realidade.

Ou seja: se surtou.
Ele disse em entrevista à RedeTv!, em seu périplo pelas redes nacionais de televisão de pregação a favor da reforma da Previdência, o que os donos estão adorando, literalmente o seguinte:
“Parece que quem está fazendo campanha contra são os mais vulneráveis. Não é verdade. Quem está fazendo campanha são aqueles que ganham R$ 20 mil, 15 mil, 16 mil que tinham cinco anos a menos para se aposentar”.

E prossegue:
“Quem faz a campanha dos chamados pobres na verdade está fazendo a campanha dos poderosos, porque são eles que têm capacidade de mobilização e agitação”.
Primeira constatação: Temer ignora o que está acontecendo nas ruas.
E não é de estranhar.
Ele não sai do palácio.
Não pode sair do palácio para não tomar vaia.
Também não anda de ônibus por isso não tem ideia do que estão falando do seu governo, não os petistas, não as pessoas politizadas, não os jornalistas, não a oposição, mas as pessoas comuns.

Ontem mesmo, uma senhora que não tem nada de petista nem de politizada, dentro de um ônibus da linha Apiacás, no bairro das Perdizes, em São Paulo, dizia em altos brados:
“Com esse governo estamos na rua da amargura”!
Não vi nessa senhora nenhum traço de poderosa nem de alguém que ganha 20 mil por mês.
Parecia mais quem bateu panela contra Dilma.
E jamais pronunciou a palavra de ordem “Fora Temer”.

Uma pessoa comum.
Segunda constatação: a quem Temer pretende enganar afirmando que quem ganha 20 mil por mês é “poderoso”?
Na falta de argumentos reais, ele apela para o sofisma.
As pessoas comuns já sabem de cor e salteado que essas reformas vão tirar ainda mais suor e dinheiro delas. E não dos poderosos.
Se Temer acredita de fato no que disse deve ser interditado.
Antes de precisar de uma camisa-de-força.

big banner