• Hoje é: terça-feira, setembro 17, 2019

Temer admite volta da CPMF

Brasília - O presidente interino Michel Temer dá posse ao novo ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Torquato Jardim. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
portalregiaooeste
junho03/ 2016

O presidente interino, Michel Temer, admitiu que a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) pode voltar a ser cobrada. Além disso, afirmou que o limite de idade para a aposentadoria pode aumentar. As declarações foram feitas em entrevista ao programa SBT Brasil, do SBT, na noite desta quinta-feira (2).

“Ou a Previdência Social tem de ser reformulada, ou então todos os pensionistas sofrerão. Não queremos prejudicar aqueles que já estão no mercado de trabalho. Podemos estabelecer regras de transição. Se o prazo é de 35 anos, talvez quem tenha, sei lá, 15, 20 anos [de contribuição] tenha que contribuir mais um ano, por exemplo. Mas isso é benefício do próprio cidadão”, afirmou.

Sobre a CPMF, ele disse que a volta do imposto não está descartada. “Se for necessário, farei. Tentaremos evitar. Se vier, será necessariamente temporário”, declarou. Além disso, garantiu que vai manter os programas sociais. “Manter o Bolsa Família e até revalorizá-lo. Ampliar o Minha Casa, Minha Vida. Promover grande geração de empregos. Se isso for ser de direita, que seja. Hoje os rótulos não valem absolutamente nada”, declarou.

big banner