• Hoje é: domingo, fevereiro 25, 2018

Rossi apoiará a pré-candidatura de Rogério Lins a prefeito de Osasco

  • 1539
  • 1539
  • 1539
  • 1539
  • 1539
  • 1539
portalregiaooeste
março16/ 2016

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (16), na sede do diretório municipal do Partido da República (PR), o ex-prefeito de Osasco, Francisco Rossi, declarou apoio à pré-candidatura a prefeito, nas eleições de outubro, do vereador Rogério Lins, do Partido Trabalhista Nacional (PTN). Na ocasião, Rogério Lins convidou Rossi para ser o coordenador geral de sua campanha.

Ao lado de sua filha, a ex-vereadora Ana Paula Rossi, e da esposa, a ex-presidente do Fundo Social de Solidariedade Ana Maria, Rossi teceu vários elogios a Rogério Lins e disse que sua decisão foi tomada após analisar pesquisas nas quais “o vereador está ascedente e muito forte”, além de consultar lideranças e familiares e após trativas com o próprio parlamentar. “Estamos com alma e coração neste projeto. Essa definição foi pensada e amadurecida e existe um anseio da população por coisas novas”, afirmou.

Rossi ainda citou que fez pesquisas nas quais ouviu 1200 pessoas, na última quinta-feira, dia 10. “Quando o meu nome não está colocado, quem desponta fortemente em segundo lugar é o Rogério Lins”, afirmou, reforçando novamente que o momento é de renovação na política em Osasco. “Sentado nesta mesa está o futuro da cidade de Osasco. Espero que a pré-candidatura dele se consolide e que saia consagrado na convenção do partido, pois acredito neste projeto”, destacou.

O ex-prefeito destacou ainda sua identificação com o pré-candidato. “Nosso relacionamento é recente, mas pelos frutos você conhece a árvore. Quando olho para o Rogério eu me vejo em 1972. Hoje, Rogério tem 38 anos. Eu me elegi prefeito aos 32 e com uma experiência menor que a dele, pois nunca fui vereador e ele já está em seu terceiro mandato consecutivo”, avaliou.

Já Rogério Lins afirmou que o dia 16 de março vira “um marco” em sua carreira política e no PTN. “Aumenta demais a minha responsabilidade. Ter a família Rossi é motivo de muito orgulho. O ato do Rossi é de coragem e de grandeza em apoiar um projeto que representa a mudança para o melhor para o nosso município. Você é motivo de inspiração e por isso quero o Rossi como coordenador da minha campanha”, enfatizou Lins.

Com relação a quem ocupará a vaga de vice em sua chapa, o parlamentar afirmou que a decisão será tomada em conjunto com seu grupo político, mas sinalizou que o posto pode ser ocupado por Ana Paula. “Ela seria a vice dos meus sonhos.Eu e a Ana Paula já atuamos juntos em diversas ocasiões na Câmara. Ela é dedicada e humana, luta pelos justos e pelo que é digno. Mas ela ficou traumatizada na última eleição, com a experiência que teve”, afirmou, referindo-se ao fato da ex-vereadora ter sido foi candidata a vice-prefeita nas eleições de 2012, compondo a chapa com o ex-prefeito Celso Giglio, do PSDB, que teve os votos zerados pois estava com a candidatura impugnada.

Sobre o mesmo episódio, Ana Paula afirmou que o tucano tomou uma decisão pessoal errada. “Ele não foi vítima e eu não sou vingativa, mas quem tem que dar o troco é o povo. Ele (Giglio) tomou a pior decisão possível”, afirmou. Já Rossi disse que “implorou” para que Giglio colocasse a ex-primeira-dama Glória Giglio como candidata ou sua filha Ana Paula: “Se ele tivesse bom senso, possivelmente a Ana Paula seria a prefeita. Desejo que ele (Giglio) seja feliz, mas que não ganhe às eleições”.

Ana Paula ressaltou ainda o peso que a experiência politica de Rossi trará à campanha de Rogério Lins “Ele já foi prefeito por duas vezes, foi deputado federal três vezes, ocupou o cargo de secretário estadual de Esportes e Turismo, e obteve mais de 7 milhões de votos na disputa para o cargo de governador de São Paulo”, frisou.
Participaram da atividade o vereador Valdomiro Ventura, do PSL, pré-candidatos a vereador e lideranças políticas do PR e do PTN.

big banner