• Hoje é: segunda-feira, março 18, 2019

Projeto de lei que cria o Escola sem Partido em Osasco sofre resistência

Escola sem partido.jpeg1
Paulo Marcelino
março12/ 2019

Sindicatos de professores de Osasco e região formaram o “ Comitê de Luta pela Educação sem Censura na Região Oeste”, com o objetivo de promover atividades contra as propostas do Escola sem Partido em várias cidades. E como parte da sua agenda de lutas, na tarde desta segunda feira ,11, em Osasco, o Comitê e alguns apoiadores da causa, realizaram um protesto com cartazes e uma caixa de som em frente ao Paço Municipal, solicitando uma reunião com o prefeito Rogério Lins, para conhecer sua posição sobre o PL-Projeto de lei 196/2018 de autoria do Vereador Tinha di Ferreira, que propõe instituir o Escola sem Partido na rede educacional do município.Com discursos acalorados diante da prefeitura, os manifestantes alegam que o Projeto de Lei é uma farsa e tem somente o objetivo de acabar com a liberdade de cátedra dos professores em sala de aula, bem como instaurar uma cultura de censura nas escolas. Também alegam que o PL é ilegal, pois fere vários artigos, que asseguram as liberdades individuais dos professores e alunos, consolidados na Constituição Federal de 1988. Os manifestantes foram recebidos pela assessoria do prefeito e até o fechamento desta edição não tivemos retorno do resultado dessa reunião.

big banner