• Hoje é: quinta-feira, outubro 18, 2018

Professores e sindicato patronal entram em acordo para manter CCT

Foto_LuizBrigido
portalregiaooeste
junho01/ 2018

Na paralisação de quarta-feira, 29, na Av. Paulista, o Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP) aprovou em assembleia, com mais de 600 professores associados, a proposta do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo (Sieeesp) de manutenção das cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) vigente por um ano.

A paralisação contou com 102 escolas com atividades suspensas e mais de 3 mil professores nas ruas, com o apoio de pais e alunos. Se a proposta for homologada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP), também haverá reposição salarial da inflação, calculada a partir de uma cesta de indicadores.

A proposta apresentada na assembleia foi negociada entre o Sieeesp e o SinproSP e garantiu a manutenção de todos os direitos, reajuste de 3% e participação nos lucros ou resultados de 15%. Contudo, a categoria mantém estado de greve e pode paralisar as atividades se a Convenção não for assinada.

Na próxima terça-feira, 5, haverá nova audiência no TRT da Consolação, os professores estarão presentes para pressionar a Patronal a assinar o acordo. Contudo, em nota oficial publicada no site do Sieesp, a Patronal negou ter firmado proposta com o SinproSP. Disseram que vão aguardar a audiência para então realizar uma nova assembleia no dia 6 com as escolas, mas que a proposta foi apresentada unilateralmente pelo SinproSP.

O Sinprosasco juntamente com os professores do Colégio Viver, de Cotia, e pais e alunos, realizaram uma aula pública na Praça Santa Adélia, na Granja Viana e, após dialogarem com a comunidade, seguiram para Osasco, para um ato público em frente ao Colégio Padre Anchieta. Professores da base de Osasco, Barueri, Carapicuíba e Cotia participaram e também seguiram para a Avenida Paulista, para fortalecer a luta da categoria.

O Sinprosasco convoca os professores para estarem na próxima terça-feira, 05 às 13h, em frente ao TRT da Consolação. Na quarta-feira, 6, será realizada assembleia no Sindicato dos Professores para deliberar se a categoria entrará ou não em greve.

Por Jucelene Oliveira, jornalista do Sinprosasco.

https://www.facebook.com/portalregiaooeste/videos/2104255296519382/

big banner