• Hoje é: terça-feira, setembro 19, 2017

PMDB oficializa rompimento com governo

Vice Presidente Temer
portalregiaooeste
março29/ 2016

Em reunião realizada na Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira (29), o diretório nacional do PMDB, presidido pelo vice-presidente, Michel Temer, confirmou oficialmente o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff, conforme havia sido anunciado.

O rompimento de apoio ao governo foi aprovado por aclamação, em reunião que durou menos de quatro minutos. O encontro foi acompanhado de gritos como “Brasil para frente, Temer presidente” e “Fora PT”.

“A partir de hoje o PMDB se retira da base do governo de Dilma”, disse o senador Romero Jucá (PMDB-RR), que conduziu a reunião e anunciou que nenhum integrante da legenda está autorizado a exercer cargos no governo em nome do partido. “É um dia histórico”, comemorou. Já Temer continuará na vice-presidência da República sob o argumento de que foi eleito pela população na chapa de Dilma e de que não ocupa, portanto, cargo de submissão à presidente.

O prazo para a devolução dos cerca de 600 cargos no governo e sete ministérios ainda não foi definido. Os votos do partido têm peso considerável, uma vez que é o PMDB é o maior em número no Congresso Nacional, com 68 deputados federais e 18 senadores. A presidente precisa de 172 votos na Câmara para interromper o impeachment.

Além de deputados e senadores da legenda, estiveram presentes na reunião do diretório do PMDB os ex-ministros Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) e Eliseu Padilha (Aviação Regional), o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), e Paulo Skaf. Temer e os ministros peemedebistas não compareceram.

Via 247

big banner