• Hoje é: segunda-feira, novembro 20, 2017

Obsessão da Lava Jato em Lula atrapalha delação de Palocci

Kennedy e Palloci
portalregiaooeste
abril24/ 2017

O jornalista Kennedy Alencar defendeu nesta segunda-feira, 24, um acordo de delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci. “Uma delação premiada do médico Antonio Palocci Filho teria um impacto imenso pelo potencial explosivo que envolveria a colaboração de um ex-ministro da Fazenda tão poderoso _benquisto pelo empresariado nacional e o mercado financeiro”, diz Kennedy.

Ele lembra que Palocci sinalizou claramente ao juiz Sergio Moro que poderia fazer uma delação ampla, para além de casos envolvendo o PT. “A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba atua com foco no ex-presidente Lula. Essa obsessão da força-tarefa em relação ao ex-presidente pode ser um obstáculo a explicar por que Palocci fez uma sugestão em frente a Moro. Pode ser sinal de dificuldade para amarrar nos bastidores uma eventual delação com o Ministério Público”, afirmou o colunista.

“A fala de Palocci a Moro, especialmente quando disse que discutiu linhas de crédito no BNDES no caso de empresas que poderiam entrar em situação falimentar, foi uma forma de mostrar publicamente que teria informações não apenas sobre o PT e o sistema financeiro, mas também a respeito de grandes grupos econômicos com os quais se relacionou quando foi ministro da Fazenda (2003-2006) e depois já fora desse cargo. Sem dúvida, há interesse público numa delação premiada de Palocci”, afirma Kennedy.

Lia o texto na íntegra no Blog do Kennedy.

big banner