• Hoje é: segunda-feira, setembro 24, 2018

Número de assassinatos no Brasil é o maior da história

Atlas da Violencia
portalregiaooeste
outubro31/ 2017

O Brasil registra o maior número de homicídios da história. Foram 61.619 mortes violentas em 2016, uma média de sete assassinatos por hora, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, dia 30, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Esse número é ainda 3,8% maior que o registrado em 2015.

Entre os estados, a maior taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes foi registrada em Sergipe, com 64, seguido de outros estados nordestinos, como Rio Grande do Norte, com 56,9, e Alagoas, com 55,9. Entre as capitais, Aracaju, em Sergipe, também lidera a taxa de assassinatos por 100 mil habitantes, com 66,7. Em seguida vem Belém, no Pará, com 64, e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul com 64,1.

A pesquisa também aponta que a taxa de latrocínios, que são os roubos seguidos de morte, cresceu 57,8% em sete anos no país. De acordo com o estudo, em 2016, foram registrados 2.514 assassinatos cometidos durante o ato do roubo ou em consequência dele. Na edição anterior da pesquisa, divulgada em 2010, o número havia sido de 1.593.

Já o número de mortes causadas por polícias aumentou 25,8% em relação a 2015: ao todo foram 4.224 pessoas foram mortas em decorrência de ações de policiais civis e militares. 99,3% das vitimas eram homens. Em relação a 2015, o número de policiais mortos também aumentou, 17,5%.

Além disso, o número de casos de estupros chegou a 49.497 em 2016, um crescimento de 3,5%. Sobre casos de feminícidio no ano passado, foram registrados 4.657 assassinatos de mulheres, cerca de uma morte a cada duas horas. No entanto, desse total, apenas 533 casos foram classificados como feminícidio, que é quando o homicídio acontece em decorrência da violência doméstica ou pelo gênero da vítima.

big banner