• Hoje é: domingo, dezembro 10, 2017

Nos bastidores, governo acha que greve foi expressiva

Kennedy
portalregiaooeste
abril30/ 2017

Temer não tem como recuar de agenda de reformas no Congresso
KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Nos bastidores, o governo tem uma avaliação diferente da feita publicamente. Acha que a greve geral desta sexta-feira, 28 de abril, foi um movimento expressivo, como já era esperado pelo próprio Palácio do Planalto. A paralisação se espalhou por todo o país e teve foco na oposição às reformas trabalhista e previdenciária.

A preocupação do presidente Michel Temer é dar argumentos para a base de apoio no Congresso de que, mesmo diante da oposição de parte da sociedade, é fundamental para o governo votar as duas reformas.

Temer não tem como recuar, apesar de estar ciente de que as dificuldades estão crescendo. O governo avalia ainda que a violência de parte dos manifestantes ajuda no discurso contra os opositores das reformas. É necessário registrar, porém, que houve excessos policiais.

big banner