• Hoje é: quinta-feira, outubro 18, 2018

MTST ocupa triplex no Guarujá e denuncia a “farsa judicial contra Lula”

Foto: Reprodução
portalregiaooeste
abril16/ 2018

Um protesto contra o que chamam de “farsa judicial contra Lula”, levou um grupo de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MTST) e da frente Povo Sem Medo a ocupar de maneira pacífica, na manhã desta segunda, 16, o triplex do edifício Solaris, no Guarujá. O imóvel foi atribuído ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, pelo Juiz Sérgio Moro. Após avaliação de evitar confronto com a Polícia Militar os manifestantes deixaram o local.

Antes de sair do prédio, em um vídeo sobre a ação, o líder do MTST e pré-candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos, disse que o Movimento e a frente Povo Sem Medo estavam esperando quem pediria a reintegração de posse do imóvel. “Se o triplex é do Lula, ele disse várias vezes que o povo poderia entrar lá e ocupar. Então é a primeira vez que o MTST faz uma ocupação consentida pelo proprietário”.

De acordo com Boulos, a ocupação foi um protesto contra a farsa judicial para tirar Lula do processo eleitoral. “Lula foi preso por uma condenação política que o levou à prisão de maneira arbitrária. E o objeto desta prisão era precisamente este triplex”, disse.

De acordo com Boulos, a ocupação foi pacífica e nada foi quebrado nem no prédio nem no imóvel que está vazio. O grupo registrou com imagens sua permanência e saída do edifício.

big banner