• Hoje é: terça-feira, novembro 21, 2017

Mergulhado em problemas na Saúde e Educação, prefeito de Osasco exonera secretários da Cultura e Habitação

saúde educação
portalregiaooeste
novembro02/ 2017

A Saúde em Osasco vai muito mal. Não tem médicos, remédios e exames. Na Educação as crianças não têm uniformes e unidades como os CEUs estão com as portas fechadas. Isso sem falar da segurança, que desapareceu da cidade há muito tempo.

Apesar de tantos pontos críticos, Rogério Lins (PODEMOS), prefeito do município, resolveu mudar seu secretariado e demitiu na terça-feira, 31, os secretários da Cultura, Gustavo Anitelli, e da Habitação, Marco Antônio Vilela, ambos do PT, como se o problema da cidade fosse a cultura e a habitação. Para substituir Anitelli deve ser nomeado o ex-vereador Sebastião Bognar (PSDB). Já na Habitação deve ficar Ângelo Melli, também do PSDB e ex-secretário em Carapicuíba.

Ao exonerar os dois secretários, Lins cria uma cortina de fumaça com, pelo menos, dois objetivos: tirar o foco dos problemas reais que Osasco enfrenta em áreas essenciais, como Saúde e Educação; e acarinhar setores conservadores do município que, de forma equivocada, consideravam a gestão de Anitelli um atentado à família e aos bons costumes.

Estes fatos podem ser constatados de forma simples. Na Saúde, por exemplo, basta ir a um Pronto Socorro, UBS, UPA ou qualquer outra unidade. Em todas faltam remédios, médicos e fazer um exame, na maioria dos casos, demora meses. Isso sem falar no estado precário de unidades como o PS do Santo Antônio, que está pichado, com vazamentos, móveis quebrados e sem pintura. Macas e instrumentos médicos também estão em péssimo estado de conservação.

Na Educação as dificuldades são ainda mais evidentes. Rogério Lins já afirmou que este ano os alunos não receberão os uniformes escolares. E mais, até o fim de outubro, apenas parte do material (lápis, borracha, caderno, etc.) havia sido entregue pela prefeitura. Mas os problemas não param por aí. Importantes aparelhos, como os CEUs, estão praticamente fechados. As unidades das zonas Norte e Sul apresentam vazamentos nas piscinas, falhas na parte elétrica, rachaduras nas paredes, forros comprometidos e portas danificadas, entre outros problemas.

Políticos do PSDB ganham espaço no governo de Rogério Lins.

big banner