• Hoje é: quarta-feira, novembro 14, 2018

Mercadante isenta Dilma e nega ter tentado impedir delação de Delcídio

Brasília - O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em coletiva à imprensa, fala sobre  delação premiada do senador Delcídio do Amaral (Valter Campanato/Agência Brasil)
portalregiaooeste
março16/ 2016

Em resposta à delação do senador Delcídio do Amaral, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse que não tentou impedi-lo de fazer qualquer acordo com o Judiciário e isentou a presidente Dilma Rousseff (PT) de responsabilidade na conversa que teve com o assessor do parlamentar revelada nesta terça-feira, dia 15.

“A responsabilidade é inteiramente minha. Jamais tentei impedir [a delação premiada]”, afirmou Mercadante em entrevista coletiva. O ministro disse ainda que Eduardo Marzagão, assessor de Delcídio, agiu de má-fé e tentou envolvê-lo na defesa jurídica do senador. Também afirmou que ofereceu, por solidariedade, ajuda dentro da legalidade ao senador e à família dele.

Delcídio entregou as gravações de conversas entre Marzagão e Mercadante à PGR (Procuradoria Geral da República). A suspeita é que Mercadante tenha oferecido ajuda financeira e lobby junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) pela soltura o senador.

big banner