• Hoje é: sexta-feira, novembro 24, 2017

Marta e Haddad vão brigar para enfrentar Russomano

images|cms-image-000511602
portalregiaooeste
agosto10/ 2016

Até a tarde de hoje, a elite de política de São Paulo, da qual fazem parte nomes como Michel Temer, José Serra, Geraldo Alckmin e o próprio ex-presidente Lula, dava como certa a condenação de Celso Russomano, o deputado-apresentador que fez carreira como “xerife do consumidor”, pelo crime de peculato no Supremo Tribunal Federal.

Com isso, ele se tornaria ficha-suja e ficaria excluído da disputa pela prefeitura da cidade mais rica do País. Seria uma mudança crucial, uma vez que Russomano, com 26%, segundo o Ibope, lidera com folga a pré-campanha. Atrás dele, vem Marta Suplicy, do PMDB, com 10%, seguida pelo prefeito Fernando Haddad, do PT, e por Luiza Erundina, do Psol, e João Doria Júnior, do PSDB.

No entanto, por 3 votos a 2, o STF absolveu Russomano, que, assim, se mantém na disputa. Com isso, numa campanha extremamente curta, que terá cerca de 30 dias apenas, o candidato do PRB está praticamente garantido no segundo turno e deverá inviabilizar outras candidaturas da direita, como a de Doria, que tem contribuído para o naufrágio tucano em São Paulo com suas próprias trapalhadas – em seu programa cultural, por exemplo, uma das propostas é a de apartheid.

Como Erundina, embora bem pontuada nas pesquisas, não construiu uma política sólida de alianças, a tendência é que Russomano enfrente ou Marta ou Haddad, que disputam os votos da periferia e o eleitorado mais ideológico. Se Marta tem como marcas as escolas dos CEUs e o bilhete único, Haddad valorizou o espaço público em sua gestão como prefeito. Os dois travarão uma briga duríssima no primeiro turno, na esperança de que, na segunda rodada, possam se eleger contando com a rejeição de boa parte da elite paulista a Russomano. No entanto, como a disputa no primeiro turno deixará feridas, Russomano passa a ter uma chance real de se tornar prefeito de São Paulo.

“A decisão do Supremo Tribunal Federal confirmou nossas expectativas. A Justiça foi feita. Agora, nossas energias estão todas voltadas para as eleições de outubro. São Paulo é uma cidade grande, com muitos desafios a serem superados. Estamos focados em vencer as eleições e garantir serviços públicos de qualidade para toda a cidade de São Paulo”, disse Russomano, após a decisão.

Por Brasil 247

big banner