• Hoje é: quinta-feira, julho 19, 2018

Lins não cumpre promessa de gratuidade na zona azul

Rogerio Visita
portalregiaooeste
julho11/ 2018

O prefeito Rogério Lins não tem sido bom em cumprir promessas, principalmente as de sua Campanha de 2016. No item 2 da página 22, de seu Plano de Governo, ele se comprometeu a reavaliar o sistema de parquímetro, com a gratuidade na primeira meia hora do estacionamento na região Central e a revogação de parquímetros nos bairro periféricos e próximos a próprios municipais. Porém desde 25 de junho, a Prefeitura de Osasco e a empresa Autoparque, retomaram a cobrança de estacionamento Zona Azul nas imediações do Mercado Municipal e da Praça Padroeira do Brasil, no Jardim Agú, região central, e gradativamente retornará às vias do Centro de Osasco ao custo de R$1,90 o valor/hora de estacionamento. O serviço continua em funcionando normalmente no Km 18, Jardim Bela Vista, Vila Osasco e Vila dos Remédios. A cobrança de Zona Azul no Centro estava suspensa desde outubro.

De acordo com a Prefeitura, os usurários deverão observar as placas e faixas informativas nas vias sobre a retomada do serviço. O valor/hora de estacionamento é R$ 1,90, podendo o veículo permanecer na vaga por, no máximo, 2 horas. As vagas no Centro serão implantadas gradativamente durante o mês de julho, devendo o usuário ficar atento à sinalização. Após a conclusão no Centro, outras áreas onde foi verificada a necessidade de rotatividade de vagas também contarão com o serviço de cobrança.

O usuário pode utilizar o mesmo tíquete para estacionar por até duas horas em qualquer vaga da Zona Azul. Agora, também é possível estacionar utilizando o aplicativo Digipare, para telefone celular. Para isso, o usuário deve baixar o aplicativo, se cadastrar e comprar créditos que serão debitados no momento do estacionamento.

big banner