• Hoje é: terça-feira, outubro 23, 2018

Lins e Vido deixam vencer convênio para a compra de equipamentos da Maternidade

Lins e Vido
portalregiaooeste
setembro25/ 2018

O prefeito Rogério Lins (Podemos) e o secretário da Saúde, José Carlos Vido (PSDB), deram uma “cochilada” e deixaram vencer um convênio com o Governo do Estado de São Paulo. Tratam-se de duas emendas parlamentares totalizando R$ 791 mil, que teriam sido divididas em duas partes, uma para aquisição de equipamentos para a Maternidade Amador Aguiar e, a outra, no valor de R$ 200 mil para a compra de chip para identificação dos animais do Setor de Controle de Zoonoses de Osasco. O tema foi debatido durante reunião do Conselho Municipal de Saúde que teve sua ata publicada na edição de segunda, 24, na Imprensa Oficial de Osasco (IOMO), página 15.

De acordo com a ata, o servidor da saúde Arnaldo Luiz Barboza, realizou uma “Prestação de Contas parcial do Convênio 01/2015 referente ao ano de 2017” para os membros do Conselho Municipal de Saúde. “Estamos brigando para poder ainda utilizar essa verba, prorrogando o prazo até 31 de dezembro desse ano, para executar esse Convênio”, disse durante reunião.

Ele explicou que trata-se de um convênio com o Governo do Estado de São Paulo, com recursos de duas Emendas Parlamentares, uma delas para aquisição de equipamentos para a Maternidade a outra parte, cerca de R$ 200 mil para a compra de chip para identificação de animais da Zoonoses. “O processo já está em andamento, a licitação ocorreu em fevereiro e março e, nessa ocasião, o convênio estava vencido e não teve como fazer a compra”, afirmou.

Ainda segundo o servidor, depois de recorrer, “com muita luta junto ao Governo do Estado”, conseguiu recuperar o recurso. Ele apresentou em planilha com a evolução da verba e extratos bancários do dinheiro recebido em 2015 do Governo do Estado. Inicialmente eram R$ 700 mil, em 2016, passou para R$ 748 mil em razão dos rendimentos; chegando em 31 de dezembro de 2017, a R$ 791 mil. “Hoje, esse recurso já é outro pois rendeu de janeiro até agora. Esse novo valor entra em outra Prestação de Contas futura”.

O mais curioso dessa prestação de contas, é que em princípio o objeto do convênio era o Hospital Antônio Giglio, mas com a terceirização, foi feita mudanças no plano de trabalho e passou a ser a Maternidade Amador Aguiar e Zoonoses.

big banner