• Hoje é: quarta-feira, julho 6, 2022

Lapas oficializa ida ao PDT

Lapas no PDT
portalregiaooeste
março29/ 2016

Conforme o Portal Região Oeste havia antecipado, na última quinta-feira, o prefeito de Osasco, Jorge Lapas, trocou o PT pelo PDT. O anúncio oficial da nova legenda foi feito na noite desta segunda-feira, durante reunião com líderes dos partidos aliados ao governo e que devem compor a coligação que vai apoiar a candidatura do prefeito à reeleição, em outubro. Na sequência, Lapas publicou uma carta aberta, em sua página no Facebook, confirmando a filiação ao PDT.

Embora, nos bastidores da política, a mudança de legenda seja creditada à pressão dos partidos aliados, que não querem, às vésperas da eleição, ter ligação com o PT em meio às denúncias de corrupção que atingem o partido e seu principal líder, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na carta aberta Lapas adota um tom de ataque ao seu ex-partido, deixando claro que sua decisão está ligada ao “racha” em torno da candidatura.

“Nas últimas semanas fui confrontado com a necessidade de uma decisão difícil. Fui eleito prefeito de Osasco pelo Partido dos Trabalhadores, ao qual fui filiado nos últimos 11 anos. Neste período, fiz grandes amigos, aprendi muito e, principalmente, encontrei pessoas dispostas a se doarem integralmente em nome da construção de nossa cidade. No entanto, o interesse coletivo e tudo que estamos construindo até aqui está ameaçado. Como se não bastasse o momento delicado pelo qual o PT está passando no cenário nacional, no âmbito municipal a legenda vem se deixando levar por visões e interesses individuais, que dividem o partido e promovem um clima de insegurança e instabilidade em nossos aliados”, escreveu o prefeito, em uma referência indireta à ala do partido, ligada ao ex-deputado federal João Paulo Cunha, que defende a realização de prévias para a escolha do candidato do partido na disputa.

“A desunião e fragilidade resultantes dessa disputa interna transmitem para aqueles que participam conosco dos avanços de Osasco, um clima de incerteza e uma mensagem que contradiz as propostas de transformação que a legenda se propôs realizar em nossa cidade. Por isso, por ouvir a população, e em respeito ao clamor de diversos segmentos da nossa sociedade, tomei uma das decisões mais difíceis da minha vida. Estou seguindo um novo caminho político e me filiando ao Partido Democrático Trabalhista, o PDT. A legenda, histórica na defesa dos princípios da democracia e dos direitos dos trabalhadores brasileiros, me recebeu de braços abertos”, completou Lapas, na nota.

A decisão de Lapas mexe profundamente no “tabuleiro” de xadrez que se tornou o cenário político de Osasco para as próximas eleições. Resta saber quais serão as próximas jogadas nessa disputa. A grande maioria dos partidos aliados deve seguir com ele na aliança, agora, em torno do PDT. Resta saber, então, quem o PT lançará candidato nas eleições de outubro e com quais outras legendas vai compor coligação. Essa decisão será fundamental ainda nas eleições de vereadores, que depende do cociente eleitoral. O PT corre o risco ainda de sofrer uma verdadeira “debandada” de pré-candidatos seguindo os passos do prefeito. Também estão em xeque as posições dos vereadores da bancada do partido na Câmara – Aluísio Pinheiro, Mazé Favarão e Valdir Roque – e dos petistas que compõem o secretariado de Lapas. Na última quinta-feira, o primeiro deles – Gelso de Lima – já foi desligado pelo prefeito. O ex-titular da Secretaria da Indústria, Comércio e Abastecimento compõe a ala do PT que defendia prévias para a escolha do candidato a prefeito pelo partido.

Há ainda pouco tempo para que todas essas decisões sejam tomadas. Termina em 1º de abril o prazo para troca de legendas sem prejuízo para as próximas eleições.

Tags:
big banner