• Hoje é: terça-feira, janeiro 21, 2020

“Lapas não cumpre o que promete e não deve ser reeleito”, afirma ex-coordenadora do Orçamento Participativo

IMG_4706
portalregiaooeste
setembro26/ 2016

Segundo Nice Abrantes, além de não cumprir as propostas de seu programa de governo nas últimas eleições, o prefeito ainda “maquiou a participação popular em sua gestão”. Para ela, nenhum traidor merece a confiança do povo. “Ele é dissimulado e não tem gratidão”.

A ex-coordenadora do Orçamento Participativo de Osasco, Nice Abrantes, afirma, em entrevista ao Portal Região Oeste, que o prefeito Jorge Lapas, que disputa a reeleição, “não cumpre o que promete e por isso não deve ser reeleito”. Segundo ela, Lapas apresentou, na última eleição, um plano de governo com cerca de 400 propostas, mas não cumpriu a maioria das propostas. “A cidade perdeu muito com isso”, destaca ela. Entre as centenas de promessas feitas por Lapas e não cumpridas, Nice aponta a construção do Hospital do Câncer, a implantação do Bilhete Único e de escolas em tempo integral, a criação de nova entrada para a cidade, pela rodovia Castelo Branco, além da criação do Jardim Botânico, na Fazenda Paiva Ramos. “Ele (Lapas) teve a oportunidade e não cumpriu o que prometeu. Não deve ser reeleito pois traiu a confiança do povo. Nem deu satisfação, não justificou porque não cumpriu, e não reconhece os próprios erros”, completa.

Com a experiência de quem esteve à frente por 5 anos, em Osasco, da principal ferramenta de participação popular criada pelos governos petistas e depois adotada por outras administrações, Nice vai além em sua avaliação. “Lapas maquiou a participação popular em sua gestão”. Ela ressalta ainda que o Programa de Governo de Lapas (2013/2016) foi amplamente discutido com a sociedade, trazendo inclusive propostas e projetos de outro instrumento de participação popular, o Osasco 50 Anos, que também foram ignoradas. O mesmo acontece com o Orçamento Participativo, que perdeu espaço em sua gestão.

Para Nice, o governo do ex-prefeito Emidio de Souza, no qual foram criados o Orçamento Participativo e o Osasco 50 Anos, “foi o auge da democracia na gestão pública em Osasco”. “Foram investidos mais de R$136 milhões em projetos indicados pela população”, lembra ela. E alfineta: “o prefeito usa o slogan Lapas fez mas você não ficou sabendo. Com isso, assina embaixo de que não ouviu a população nos 4 anos de sua gestão. Reduziu o poder de decisão dos fóruns e também diminuiu o número de plenárias nos bairros. Antes, chegamos a ter 500 delegados do OP, ou seja 500 pessoas discutindo e dizendo o que o prefeito tem que fazer na cidade. Tudo isso foi retirado e a prefeitura não cumpriu com as demandas”, completa.

O Portal Região Oeste entrou em contato com a secretaria de Comunicação da Prefeitura mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

big banner