• Hoje é: terça-feira, novembro 21, 2017

Gasolina sobe 8% após alta de impostos. E energia é a próxima

Refueling Car
portalregiaooeste
julho29/ 2017

O preço médio do litro da gasolina nas bombas subiu 8,22% na primeira semana após a elevação dos impostos sobre os combustíveis, segundo levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo (ANP). Na mesma semana, a Petrobras elevou os preços nas refinarias em 3,91%. Foi o primeiro aumento no preço médio após 10 semanas seguidas de queda. A alta para o consumidor, no entanto, é menor do que a prevista pelo governo ao anunciar a elevação do PIS e Cofins para os combustíveis. Os preços subiram, na média, R$ 0,285, contra previsão de R$ 0,41 do governo. O preço médio do diesel, que também foi afetado pela alta de impostos, terminou a semana em alta de 4,69% nas bombas.

Na semana, a Petrobras elevou os preços nas refinarias em 3,43%. Mas, para o consumidor final, o aumento também ficou abaixo da previsão do governo, com elevação de R$ 0,137, contra estimativa de R$ 0,21. Já o etanol foi o que teve o maior aumento, de 8,86% nos preços, em média. E ficou um pouco acima da estimativa, de R$ 0,211, contra R$ 0,20 estimados pelo governo.

E mais aumento vem por aí. Desta vez, na energia elétrica. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira que, durante o mês de agosto, vai vigorar a bandeira tarifária de cor vermelha, patamar 1. Na prática, isso significa aumento para R$ 3 o valor da taxa extra cobrada para cada 100 kWh de energia consumidos. A bandeira atual é a amarela, com cobrança de R$ 2 para cada 100 kWh consumidos. A mudança da bandeira está ligada ao aumento no preço da produção de energia. Com a falta de chuvas dos últimos meses, houve redução no armazenamento dos reservatórios das hidrelétricas, que geram energia mais cara, por meio da queima de combustíveis como óleo e gás natural.

big banner