• Hoje é: segunda-feira, agosto 20, 2018

Em Osasco, coletivos realizam atos contra aumento da tarifa de ônibus

Ato_Reajuste_Onibus1
portalregiaooeste
janeiro16/ 2018

Passagem de ônibus a R$ 4,35 já é realidade em Osasco desde o dia 7 de janeiro. Um decreto assinado pelo prefeito Rogério Lins possibilitou o aumento de 3,57% na tarifa. Com isso, a cidade permanece com uma das tarifas mais caras do País na relação quilometro percorrido.

Indignados com este aumento, grupos de estudantes e trabalhadores começam a marcar atos com o objetivo de derrubar o decreto que autorizou o reajuste, há também questionamentos e pedidos de Ação Civil Pública encaminhado ao Ministério Público, todos exigem explicações sobre o que motivou tal aumento, já que em Osasco não há integração de linhas com implantação de “Bilhete Único”, nem melhorias em relação a qualidade do serviço oferecido pelas concessionárias.

Nesta segunda-feira, 15, o protesto organizado pela “Frente de luta pelo transporte em Osasco” e convocado pelas redes sociais contou com a participação de diversos movimentos e coletivos em sua maioria ligados aos estudantes. O ato teve início na estação de Osasco e os manifestantes seguiram com palavras de ordem até a Prefeitura, à frente o grupo carregava uma faixa com os dizeres “4,35 é roubo”.

Assembleia em frente a Prefeitura de Osasco
Assembleia em frente a Prefeitura de Osasco

 

Segundo os organizadores, não houve comissão para falar com o prefeito, mas o grupo foi recebido por muitos policiais que acompanharam a realização da assembleia que deliberou pela convocação de novo ato para a próxima sexta-feira, dia 19, às 16 horas também no Largo de Osasco, entre outras decisões.

 

Panfleto com reivindicações e convocação para ato
Panfleto com reivindicações e convocação para ato
big banner