• Hoje é: segunda-feira, outubro 14, 2019

Dilma acusa Cunha de paralisar trabalhos do Congresso

Dilma fala sobre afastamento de Cunha
portalregiaooeste
maio06/ 2016

O afastamento de Eduardo Cunha de seu mandato e da presidência da Câmara Federal foi comentado pela presidente Dilma Rousseff em discursos durante eventos oficiais na quinta-feira (5). “O Congresso está parado. O senhor Eduardo Cunha não deixa o Congresso trabalhar desde o início do ano”, afirmou, em entrega de moradias do Minha Casa Minha Vida (MCMV), em Santarém (PA).

Mais cedo, ela já havia disparado: “A única coisa que lamento é que ele infelizmente conseguiu votar o impedimento e vocês assistiram a ele presidindo, com a maior cara de pau, o processo na Câmara”, afirmou, na cerimônia de inauguração da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

No evento em Santarém, Dilma voltou a dizer que é vítima de um “golpe”, pois não cometeu crime de responsabilidade. “É muito frágil daquilo que eles me acusam. O ex-presidente Fernando Henrique fez 101 decretos. E ele foi errado? Não, porque nunca foi crime”, disse.

Dilma disse novamente que não vai desistir de lutar pela permanência no cargo. “Eu acho que estou sendo vítima de uma injustiça e eu vou lutar pelo meu mandato, porque eu tenho responsabilidade em relação à democracia no meu País”, afirmou.

big banner