• Hoje é: domingo, janeiro 23, 2022

Dez suplentes tomam posse na Câmara de Osasco

suplentes empossados
portalregiaooeste
dezembro16/ 2016

Em meio aos pedidos de prisão de 14 vereadores, acusados de contratação de funcionários fantasmas, a Câmara de Osasco vai tentando se recompor para encerrar o ano legislativo, já que ainda precisa votar o Orçamento de 2017. Na sessão desta quinta-feira, 10 suplementes foram empossados para as vagas dos vereadores afastados.

Agora são vereadores Carlos Roberto de Almeida (Carlão da Habitação); Diego Rainho de Almeida; Floriza Pinheiro Martins; Francisca Jenilúcia Ribeiro Soares (Lúcia da Saúde); Fumio Miazaki; Gilson Meneck (Gilsão); Luiz Carlos Garcia (Luiz da Locadora); Paulo César Dias dos Reis (Pelé da Cândida); Romeu Marchionno (Romeu Pepino) e Willians Vieira dos Santos (Willians da Farmácia). Dois suplentes convocados declinaram ao convite: Aluísio Pinheiro e Mônica Veloso. Agora, o presidente interino Cláudio da Locadora deve convocar os próximos suplentes, que são Nelson Matias da Silva (Nelsinho) e Jackson Luis Luvizotto.

Também na sessão desta quinta-feira, quatro vereadores, entre os 11 que estão presos, se afastaram do cargo. André Sacco renunciou. Com isso, Floriza, sua suplente, fica definitivamente no cargo. Já Antônio Toniolo, Josias da Juco e Batista Comunidade se licenciaram, seguindo exemplo de Karen Gaspar, que apresentou o mesmo pedido na semana passada. Mas ela ainda está foragida. Também seguem detidos, no Tremembé, os vereadores Jair Assaf, Josias da Juco, João Gois, Valdomiro Ventura, Alex da Academia, Rogério Silva, De Paula e Maluco Beleza.

Também foram expedidos mandados de prisão contra Andrea Capriotti, que está internada no hospital, após ter sofrido acidente de carro, e Rogério Lins, prefeito eleito, que já estava licenciado da Câmara e seguem em viagem ao exterior.

big banner