• Hoje é: sábado, fevereiro 29, 2020

Com anistia, congresso decreta o “país dos otários”

Sakamoto
José Bento da Silva
novembro24/ 2016

O jornalista Leonardo Sakamoto criticou nesta quinta-feira, 24, a articulação liderada pelo presidente Michel Temer e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) para votação de uma ampla anistia a quem praticou movimentação financeira não declarada em campanhas eleitorais, o caixa dois.

Para o jornalista, a Câmara perdeu o “(pouco) pudor (que ainda tinha)” ao negociar a proposta. “Se aprovada a anistia, o crime de caixa 2 só valeria se cometido de agora em diante. Para os parlamentares, o que passou passou. O problema é que não passou. A população brasileira mais pobre é a que mais sofre devido às relações incestuosas e pornográficas estabelecidas entre políticos e empresários em financiamentos de campanhas”, critica.

Assim como o colunista Ricardo Kotscho, Sakamoto também diz que o Congresso está prestes a dar uma banana para o País. “O mesmo Congresso que também irá aprovar uma reforma trabalhista e uma reforma previdenciária (que irão revogar direitos da população mais pobre) e que irá impor um teto ao crescimento de investimento em serviços públicos”, afirma.

“Diante do quadro geral, se os nobres deputados e senadores resolverem aprovar essa anistia e Michel Temer sanciona-la e a população permanecer em berço esplêndido sem se dignar a arranhar uma mísera panela quando a notícia aparecer no jornal na TV, sugiro que o país feche para ensaio”, afirma.

Leia na íntegra o texto de Leonardo Sakamoto.

Tags:
big banner