• Hoje é: segunda-feira, dezembro 11, 2017

Câmara de Osasco rejeita contas de Lapas e ex-prefeito pode ficar inelegível

Lapas Prefeito
portalregiaooeste
agosto02/ 2017

Foram 12 votos pelo parecer do Tribunal de Contas, que já havia rejeitado as contas por investimento inferior ao determinado por lei na área da Educação

O ex-prefeito de Osasco Jorge Lapas sofreu uma dura derrota política, que coloca em risco suas pretensões de voltar a ocupar um cargo público. Na tarde desta terça-feira, na sessão que marcou a volta do recesso parlamentar de julho, os vereadores rejeitaram – por 12 votos a 7 – as contas referentes ao seu primeiro ano de gestão, em 2013. Ele acompanharam decisão do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), que havia rejeitado as contas devido a investimento, no setor de Educação, inferior a 25% do orçamento, conforme previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em defesa, apresentada por escrito, Lapas classificou os erros apontados pelo TCE como “irrelevantes”. Mas os argumentos não convenceram nem antigos aliados. Eleitos pela mesma coligação pela qual Lapas disputou as últimas eleições –e foi derrotado por Rogério Lins – os vereadores Cláudio da Locadora, Pelé da Cândida, Ricardo Silva e Toniolo votaram pela rejeição das contas. Outra antiga aliada, Lúcia da Saúde não compareceu à sessão. Também votaram contra Lapas Daniel Matias, De Paula, Didi, Renato Bonin, Ni da Pizzaria ,Ralfi Silva, Ribamar Silva, Ricardo Silva e Rogério Santos.

Já os votos favoráveis foram de Alex da Academia, Batista Comunidade, Doutora Régia, Jair Assaf, Josias da Juco, Mario Luiz Guide e Tinha Di Ferreira. Por também ter suas contas rejeitadas pela Câmara, o ex-prefeito Celso Giglio teve seus votos anulados nas eleições a prefeito de 2012 e 2016. Já o atual prefeito de Barueri enfrenta processo na Justiça pelo mesmo motivo. Lapas é apontado com um dos nomes do PDT para disputar as eleições de 2018. Ele deve concorrer a deputado estadual.

big banner