• Hoje é: segunda-feira, janeiro 24, 2022

Blitz do TCE encontra escorpião na merenda

Merenda escolar no Centro Educacional Carneiro Ribeiro

Foto Adenilson Nunes 

Local Centro Educacional Carneiro Ribeiro ( Classe 1) Pero Vaz
portalregiaooeste
junho01/ 2016

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) fez uma fiscalização surpresa em 200 escolas do estado para verificar as condições da merenda servida aos alunos. Nas blitz, que aconteceram em escolas técnicas, estaduais e municipais que, juntas, os membros do tribunal encontraram escorpião e até alimentos vencidos nas refeições servidas a 500 mil estudantes. Um escorpião foi encontrado no meio dos alimentos na Escola Municipal Adalberto Christo das Dores, em Itapetininga, no interior de São Paulo. Na cozinha da Escola Municipal Professor Florestan Fernandes, em Diadema, no ABC paulista, as merendeiras preparavam os alimentos sem as luvas.

Na Escola Municipal Professora Rosa Ruth Ruggia Martins, em Osvaldo Cruz, também no interior, os fiscais encontraram bolacha vencida desde janeiro. No início de maio, o TCE fez uma cobrança às 25 prefeituras que romperam um acordo com a gestão estadual da merenda, abrindo mão do convênio com a secretaria estadual da Educação para fornecimento da merenda. O Tribunal, na ocasião, deu 15 dias para o governo de Geraldo Alckmin e as prefeituras responderem sobre os motivos do rompimento do acordo.

A má qualidade da merenda vem provocando protestos em todo o Estado. Em um deles, os alunos chegaram a ocupara o plenário da Assembleia Legislativa, no início de maio, pedindo a instauração de uma CPI para apurar a máfia da merenda, esquema envolvendo uma cooperativa – a Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf) – que fornecia de forma superfaturada para prefeituras os alimentos.

big banner