• Hoje é: quarta-feira, dezembro 12, 2018

Audax cede técnico e jogadores para o Oeste na disputa da série B

Audax e Oeste
portalregiaooeste
maio19/ 2016

Ainda que de forma indireta, o Grêmio Osasco Audax pegou um atalho para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Após a conquista do vice-campeonato Paulista, o time assegurou vaga na Série D, a última divisão do Brasileiro, garantindo, pela primeira vez na história do clube, a participação em um torneio nacional. Mas acaba de fechar uma parceria com o Oeste, time de Itápolis, para a disputa da Segunda Divisão. O acordo prevê a cessão do técnico Fernando Diniz e de parte do elenco que disputou o Paulistão, que será mesclada com os atuais jogadores do time do Interior.

Em 2015, os dois clubes também foram parceiros, mas o time de Osasco cedeu apenas sua estrutura física para a disputa do nacional. No atual modelo, o Audax fornecerá toda sua estrutura física também. Com essa nova configuração, o time já joga neste sábado, em Belém, diante do Paysandu, pela segunda rodada da Série B. Na estreia, ainda antes da parceria, o Oeste perdeu para o Atlético Goianiense. Já as partidas em casa serão disputadas no estádio do Rochdale, em Osasco.

O presidente do Oeste FC, Ernesto Garcia, segue no comando do clube e ao lado da diretoria do futebol do Osasco Audax, que fará a gestão da equipe para a disputa da Série B. A diretoria de futebol ficará a cargo de Nei Teixeira, profissional que ocupou o mesmo cargo na equipe de Osasco na campanha histórica do Paulistão.

Uma das iniciativas para o clube de Osasco fechar a parceria foi a possibilidade de manter os seus principais atletas e o treinador para disputar uma grande competição. “Sensação no Paulistão, o time de Osasco acredita ser a hora de mostrar sua capacidade em âmbito nacional contra grandes equipes e em busca de um objetivo maior: chegar à elite nacional”, informou o Audax, em nota no seu site. O Oeste, por sua vez, desde 2015, o Oeste FC tem dificuldades para disputar a Série B do Brasileirão em Itápolis por problemas estruturais no Estádio dos Amaros.

big banner