• Hoje é: segunda-feira, novembro 20, 2017

Apeoesp faz ato contra o “PL da morte”

Bebel/APEOESP
portalregiaooeste
novembro08/ 2017

O Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo (Apeoesp) fará um ato público na sexta-feira (10), às 14h, em frente ao Palácio dos Bandeirantes, contra o chamado PL da morte, proposto pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) e que prevê um teto de gastos com o funcionalismo.

A proposta 920/2017 tramita na Assembleia Legislativa em regime de urgência e trata do refinanciamento das dívidas do governo do estado com o governo federal. Segundo a Apeoesp, para aprovar a negociação, o texto prevê que o Estado aceitará medidas do governo Michel Temer (PMDB), com o congelamento de salários e de evolução funcional, com base apenas na variação da inflação.

“Por meio desse projeto 920, Alckmin quer acabar com os serviços públicos à população mais carente. Temos alunos, pessoas idosas, que precisam de saúde, educação e segurança. O que está fazendo o governador, pegando o dinheiro do servidor público dando para o banqueiro, para os rentistas, e não investe no cidadão”, afirmou a presidente da Apeoesp, Maria Izabel de Azevedo Noronha, a professora Bebel.

Além do PL da morte, o ato em frente ao Bandeirantes também cobra reajuste salarial, com o cumprimento da liminar de 10% a mais para toda a categoria, convocação de concursados, o fim da superlotação das escolas, equiparação salarial, entre outros temas. “Nós estamos dispostos a ir à luta como sempre estivemos. Essa luta para nós é fundamental. Como ele ousa querer ser presidente da república, se não respeita a maioria da população paulista que paga impostos?”, completa.

big banner