• Hoje é: terça-feira, outubro 23, 2018

Álvaro Dias visita Osasco e não se encontra com Lins porque “não anda com ficha suja”

Foto: reprodução (FB Alvaro Dias)
portalregiaooeste
agosto24/ 2018

Saias justas marcaram as visitas dos presidenciáveis Ciro Gomes (PDT) e Álvaro Dias (PODE) a Osasco nesta semana. A ausência mais sentida na visita de Álvaro, na última quinta, foi a do prefeito Rogério Lins, ficando a cargo do prefeito da cidade vizinha de Itapevi, Igor Soares, recepcionar e acompanhar o presidenciável durante toda a caminhada no Calçadão da Rua Antônio Agu e depois, na coletiva de imprensa, na sede do PODE. Há o comentário nos bastidores que a ausência de Lins foi proposital para não atrapalhar a campanha do ex-governador do Paraná que já declarou, “não ando com ficha suja”.

Em 2016, Lins, do PODE, foi preso depois de ficar foragido por três semanas. Ele e mais 13 vereadores tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça em mais uma fase da operação Caça-Fantasmas, do Ministério Público de São Paulo.

Outro detalhe que chamou a atenção foi a enorme quantidade de bandeiras da deputada federal e presidente do Partido, Renata Abreu e do candidato estadual Guto, e nenhum dos nomes são de Osasco, como a de Gelso Lima, Délbio Teruel ou Ralfi Silva. Também era grande o número de pessoas contratadas para segurar bandeiras, eles chegaram a formar um corredor para o grupo passar.

Na quarta, foi a vez do pedetista Ciro Gomes visitar a cidade enquanto o ex-prefeito Jorge Lapas, presidente da sigla, apagava o incêndio com o ex-vereador, Gaspar, candidato a deputado federal que levou um puxão de orelha depois de participar e se comprometer com uma dobrada com o candidato a estadual, Gelso Lima (PODE). O PDT não permite dobradas com candidatos de outros partidos.

 

big banner