• Hoje é: domingo, dezembro 8, 2019

A reforma da previdência e o fim do sonho da aposentadoria

Conselho Intersindical
Paulo Marcelino
março07/ 2019

É triste e sombrio o cenário que se apresenta para os futuros e atuais trabalhadores e trabalhadoras caso a PEC-06, reforma da previdência do Bolsonaro, seja aprovada pelos deputados e senadores. Para ficar somente em dois exemplos do que pode vir por aí, a referida PEC prevê o fim da aposentadoria por tempo de contribuição e perdas para viúvas e órfãos, na qual 40% de beneficiários poderão ficar abaixo do salário mínimo.

Neste contexto, na manhã desta quinta, 7, representantes dos sindicatos que compõem o Conselho Intersindical de Saúde, reuniram-se na sede do sindicato dos Comerciários de Osasco contra as perdas de direitos trabalhistas e sociais, ao mesmo tempo em que defenderam formas de enfrentamentos aos ataques do governo contra a população. No encontro, definiram ações unificadas, entre elas o apoio ao ato do Dia Internacional das Mulheres, no Masp, no próximo dia 8 de Março e a participação no ato unificado das nove centrais sindicais contra a reforma da previdência, que acontecerá no dia 22/03.

Além, dos atos pré organizados, o Conselho vai pressionar os deputados federais da região cobrando um posicionamento contrário a reforma e recorrerá à Organização Internacional do Trabalho para denunciar as medidas do governo Bolsonaro contra os direitos trabalhistas do Pais e do direito à livre organização sindical que vem acompanhada da MP 873/2019.

big banner