• Hoje é: segunda-feira, outubro 14, 2019

18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil

Combate exploração sexual infantil
portalregiaooeste
maio18/ 2016

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é lembrado em 18 de maio e tem a intenção de mobilizar e convocar a sociedade a participar do enfrentamento e prevenção à violência sexual infantil. Com o tema “Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes”, palestras para o combate dessa violência são apresentadas em várias cidades do país.

A data é importante para a sensibilização e conscientização sobre o assunto para que todos se sintam responsáveis pela proteção dessas crianças e adolescentes. “Infelizmente, ainda vivemos em uma sociedade extremamente machista e patriarcal, em que a família acredita e aceita que o homem pode ser dono do da filha ou filho. Onde a criança não é visto como indivíduo, mas como objeto de desejo. Precisamos trazer a luz para a sociedade e mostrar os direitos da criança e adolescente. É importante também esses vulneráveis saberem que podem dizer não e procurarem um adulto de confiança”, subsecretária de Promoção de Políticas para Crianças e Adolescentes do DF, Perla Ribeiro.

A campanha tem como símbolo uma flor, acompanhada da frase: “Faça Bonito. Proteja nossas Crianças e Adolescentes”, referente à necessidade de defesa do direito para meninas e meninos cresçam de forma saudável e protegida. O símbolo surgiu durante a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 2009 e tornou-se o símbolo da causa.

Os cuidados devem ser mantidos durante todo o ano e denunciados através do disque 100. A escola tem um papel essencial no combate à exploração sexual infantil. Nesse contexto, o conselho tutelar é constituído para a proteção e assistência. O primeiro passo é ouvir o que a criança tem a dizer, em seguida encaminhar aos órgãos responsáveis para apuração se há ou não abuso.

Caso Araceli
O dia 18 de maio foi escolhido para a campanha porque foi nesta data, em 1973, em Vitória (ES), que a menina Araceli Santos foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada numa orgia de drogas e sexo. Seu corpo, que apareceu seis dias depois, foi desfigurado por ácido. Os agressores de Araceli ficaram impunes. O fato foi divulgado pela mídia e chocou toda a nação, ficando conhecido como “Caso Araceli”.

No Brasil, a problemática da violência sexual contra crianças e adolescentes tem se manifestado através do abuso intra e extrafamiliar e da exploração sexual comercial, tornando-se cada vez mais evidente. Esquecer é permitir. Lembrar é combater. Denuncie. Disque 100.

big banner